Devolutiva do Profiler - Quais os tipos e como fazer?

O processo de Devolutiva do resultado do Profiler para os colaboradores é fundamental para o setor de RH. É o momento ideal para colher as percepções dos colaboradores e entender quais motivos trouxeram aqueles resultados:

 

Quando falamos sobre tipos de devolutivas, falamos sobre a forma como pretendemos passar o conhecimento sobre o resultado do relatório profiler para nossos colaboradores. E, para isso, o primeiro ponto importante é a definição da proposta de devolutiva, ou seja, se ela será realizada individualmente ou em grupo.

No caso de uma devolutiva em grupo, é possível reunir uma quantidade de pessoas, preferencialmente que estejam no mesmo departamento, ou que ocupem as mesmas posições, para que haja uma maior identificação entre elas, criando um ambiente confortável para todos.

Neste caso, a devolutiva se torna um pouco mais distante, pois não há a possibilidade de realização de questionamentos individuais, uma vez que isso pode gerar um maior desconforto para os participantes. Então lembre-se que questionamentos individuais, para uma melhor interpretação da sua parte com relação aos resultados, podem ser realizados depois.

Preferencialmente, nesta situação, utilize dados fictícios de um relatório para apresentar o significado de cada um dos principais dados, pois o intuito é que eles entendam o que foi apresentado em seus relatórios individuais, para que possam realizar a análise de seus resultados separadamente.

Já no tipo de devolutiva individual nós sabemos que há mais contato com a pessoa e, por isso, é extremamente importante que você tenha muita escuta ativa nesse momento. O Profiler traz diversas informações para entender mais aquele indivíduo, mas cabe ao condutor da devolutiva realizar questionamentos que promovam um maior entendimento sobre o resultado apresentado. 

Por exemplo, percebo que o respondente está com o indicador de Aproveitamento mais baixo. Ceste caso é importante realizar alguns questionamento para entender essa percepção. 

Então, posso realizar perguntas como:

  • Como você acredita que poderíamos aproveitar melhor suas competências?
  • Quais atividades você percebe que, se inseridas em sua rotina, promoveriam um melhor aproveitamento das suas habilidades?

Estes questionamentos se tornam importantes para que você consiga ter informações reais sobre o momento que este indivíduo está vivendo, sem a realização de suposições, pois elas podem gerar desconforto para o respondente e consequentemente gerar algum tipo de conflito. 

Por isso, os questionamentos se tornam tão importantes para que possamos ter uma percepção real sobre a pessoa, sem chegar no momento afirmando ou supondo situações que não temos certeza.

É importante também utilizar exemplos, pois isso mostra para a pessoa situações práticas e facilita o entendimento, uma vez que é mais fácil ela se enxergar naquela situação.

Também é muito importante o envolvimento do gestor direto, pois ele tem um contato maior com seus liderados, trazendo conforto e entendimento sobre o momento que eles estão vivendo, inclusive trazendo maiores insumos para o desenvolvimento deles dentro da área e das suas funções.

E, por isso, este envolvimento do gestor é importante para que possamos traçar um plano de ação efetivo com os dados coletados na devolutiva e nas mais de 50 informações que o relatório nos disponibiliza.

Esse artigo foi útil?
Usuários que acharam isso útil: 11 de 12

Comentários

0 comentário

Por favor, entre para comentar.